Estádio de Picuí: compra X calote X pagamento - por Tayana Macedo - Portal Picuí Hoje - O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

ANÚNCIOS SENSÍVEIS

EM BREVE NOVIDADES AQUI

segunda-feira, 19 de março de 2018

Estádio de Picuí: compra X calote X pagamento - por Tayana Macedo


Em uma postagem no Facebook na noite deste domingo, o vice-prefeito de Picuí diz: “Encontramos na reforma do Estádio. E o deputado num disse que foi ele que comprou?”. Já o assessor da PMP Janderye Macedo diz: “Eita, deputado! Seu segredinho sujo foi descoberto”.

Partindo da premissa de que “tudo aquilo que se compra, deve-se pagar”, vamos à verdade dos fatos:

Em 2002 a prefeitura de Picuí “comprou” à Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC - o Estádio de Futebol “Amauri Sales de Melo”. Porém o pagamento não foi realizado.

Recorrendo a sabedoria popular tem uma frase que podemos aplicar a esta questão: “quem compra e não paga é? caloteiro”, certo?
Foi isso que aconteceu!! A prefeitura adquiriu e não pagou. Passou um calote.

Daí Buba Germano foi eleito e ao assumir a prefeitura de Picuí, levando em consideração a história e a importância do complexo da CNEC (Escola Ana Maria, Ginásio de Esportes, Auditório e Estádio de Futebol), equipamentos imprescindíveis para o desenvolvimento da Educação e do Esporte, ele, Buba, como gestor resolveu quitar a dívida adquirida e não paga pelo gestor anterior. Que, inclusive, a atual gestão sabe muito bem de quem se trata por serem aliados. Aliás, Picuí sabe de quem se trata.

Afinal, tínhamos um Picuí até 2004. E a partir de 2005 Picuí se transformou. Tivemos tantas e tantas conquistas. A credibilidade foi instalada na prefeitura. E a maior prova disso foi a elevação da autoestima do nosso povo. O orgulho de sermos picuienses. O orgulho de amarmos Picuí. E aqui abro um parêntese: tudo Por Amor a Picuí.

Pois bem, voltando ao cerne da questão: comprar X calote X pagar. Foi isso que aconteceu. O ato da compra foi realizado em junho 2002, mas o pagamento foi feito pelo então prefeito Buba Germano. O evento aconteceu na festa de Emancipação Política, que na época comemorávamos no dia 18 de março. Em frente à sede do Poder Executivo municipal.

Ali na Praça João Pessoa, o prefeito entregou nas mãos da professora Francisca Arruda, superintendente da CNEC na Paraíba, um cheque no valor R$ 12.000,00, cujo empenho nº 0004596, datava de 17/03/2005, pagando e, agora sim adquirindo e tomando posse do Estádio. Já a quitação do débito referente à Escola Ana Maria Gomes e o Ginásio Felipe Tiago Gomes foi feita da seguinte forma: Em 2005 - R$ 56.000,00; 2006 - R$ 88.000,00; 2007 - R$ 98.500,00 e, em 2008 R$ 40.000,00. Totalizando o valor R$ 285.500,00.

E a prova de tudo isto está no TCE-PB. Bendito, Sagres!!! Ele, o Sagres, desmente todas as mentiras ditas e expostas no facebook por pessoas desinformadas. Aliás, desinformadas não. Pessoas de uma pequenez que dá dó. Que usam as redes sociais para MENTIR. Plantar a MENTIRA com tom sarcástico. Taí sarcasmo e pequenez defeitos bem presente nas pessoas que tem caráter duvidoso, negativo e traiçoeiro. Mas também qual a qualificação que se tem para escrever? Qual a credibilidade? E sujeira mesmo é a MENTIRA.

Pra encerrar a questão: Buba mentiu, vice-prefeito? Buba pagou!!! Se ele, errou e aqui me incluo no erro foi por não ter trocado a placa que o senhor expôs. Mas, pensando bem não foi um erro. Até porque a EC nº 19/1998 diz que um dos princípios da administração pública é o da Economicidade. E a Economicidade é um princípio do custo-benefício. Entendeu???..Deixemos esse tema para um próximo debate.

Por Tayana Macêdo-Jornalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANÚNCIOS SENSÍVEIS

ANUNCIE COM O PORTAL PICUÍ HOJE