Buba lembra que na sua gestão professores de Picuí recebiam 50% acima do piso - Portal Picuí Hoje - O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

ANÚNCIOS SENSÍVEIS

EM BREVE NOVIDADES AQUI

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Buba lembra que na sua gestão professores de Picuí recebiam 50% acima do piso


No último domingo (13), em sua participação no programa ‘Picuí em Foco’, o deputado estadual Buba Germano (PSB) lembrou da valorização dada aos profissionais da educação durante sua gestão como prefeito da cidade de Picuí, Seridó paraibano, e lamentou o tratamento que os mesmos recebem atualmente.

O ex-prefeito destacou que no ano de 2012, último ano do seu mandato, enquanto o piso nacional para 40 horas semanais era de R$ 1.451,00, em Picuí os professores com magistério recebiam R$ 1.734,76 e os com licenciatura R$ 2.191,29, ou seja, 50% acima do que era garantido por Lei.

Buba enfatizou que os profissionais com dedicação exclusiva recebiam 10% a mais. Assim, os professores com magistério recebiam R$ 1.843,19 e os com licenciatura R$ 2.328,25, uma diferença de R$ 392,19 e R$ 877,25, respectivamente, sobre o piso nacional.

O socialista enfatizou que ao concluir o seu mandato com minoria na Câmara Municipal foi o então vereador Olivânio Remígio (PT) que articulou a derrubada do projeto que concedia o 14º salário para os profissionais da Educação.

“Nós fomos derrotados com um projeto de valorização do magistério com o 14º salário, que o próprio Governo do Estado faz, que na verdade não eram só os professores e sim todos os profissionais. E ele foi contra”, destacou.

Na oportunidade, o parlamentar revelou números que mostram a queda nos recursos da Educação de Picuí para 2018. “Pela incompetência dele, esse ano o FUNDEB de Picuí vai perder quase R$ 1,7 milhão. Sabe porquê? 234 alunos que deixaram de matricular. Nós estamos dando um passo para trás”, lamentou.

Na semana passada, o prefeito Olivânio Remígio (PT) reuniu os professores e anunciou o reajuste apenas com o cumprimento do piso nacional, de 6,81%, sem o retroativo do primeiro trimestre e sem data para pagar o retroativo do mês de abril. Na sessão desta segunda-feira (14), os vereadores da bancada de oposição apresentaram uma emenda cobrando o pagamento dos meses excluídos pelo gestor.

Portal Picuí Hoje com Blog do Flávio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANÚNCIOS SENSÍVEIS

ANUNCIE COM O PORTAL PICUÍ HOJE