Caso Ana Sophia: desaparecimento de menina em Bananeiras completa 2 semanas sem respostas - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

terça-feira 18 2023

Caso Ana Sophia: desaparecimento de menina em Bananeiras completa 2 semanas sem respostas

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco.

O desaparecimento da menina Ana Sophia, de 8 anos, que sumiu depois de sair para brincar em Roma, distrito do município de Bananeiras, localizado na região do Brejo da Paraíba, completou duas semanas nesta terça-feira (18). O caso segue sem respostas sobre o paradeiro da criança, sem suspeitos e sem nenhuma ideia do que pode ter acontecido com ela.

Em entrevista ao g1, o major Fernando, do Corpo de Bombeiros, que comanda a chamada "Operação Sophia", disse que as buscas continuam pela região. Uma base da equipe dos bombeiros, que estava funcionando em uma escola do distrito, foi encerrada. Agora, as equipes do batalhão de Guarabira se deslocarão até Roma, conforme houver necessidade das investigações.

Já os delegados envolvidos pelo caso, ao serem questionados se há possibilidades da história "esfriar" sem nenhuma solução, não responderam até a última atualização desta notícia. A última novidade do caso foi uma busca realizada em uma pousada do distrito, na última sexta-feira (14). Mais uma vez foram usados drones e cães farejadores para fazer a varredura da área, mas por ora nenhuma pista foi encontrada.

O major Fernando explicou que nos últimos dias a força-tarefa responsável pelo caso mudou a estratégia da busca.

Foto: Maria das Graças Gomes/Arquivo pessoal.

Inicialmente, eles estavam cada vez mais ampliando as áreas de busca, chegando a cobrir algo em torno de 1.500 hectares de área. Mas, com o tempo, essa tática deixou de fazer sentido. Agora, a Polícia Civil (PC) realiza as investigações e, a partir de algum "ponto de interesse", aciona os bombeiros.

Cronologia do desaparecimento de Ana Sophia

Na terça-feira (4), por volta das 12h, Ana Sophia pediu à mãe para ir brincar na casa de uma colega, como de costume. A menina era acostumada a andar pelas ruas do pequeno distrito. Ela se despediu por três vezes e saiu usando um vestido azul florido.

Ana Sophia foi até a casa da colega, mas não permaneceu por muito tempo, pois a menina estava de saída com a família para Solânea.

Uma câmera de segurança registrou Ana Sophia se despedindo da colega e retornando, como se estivesse voltando para casa, no entanto, ela nunca chegou na sua residência. Aquele foi o último registro da criança. A suspeita é de que ela tenha desaparecido nesse trajeto.

Ainda na terça-feira (4), a família de Ana Sophia registrou na polícia o seu desaparecimento, e as buscas começaram no dia seguinte.

Foto: Silvia Torres/TV Cabo Branco.

Investigações

Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Na quarta-feira (5), a PC começou a procurar pela menina, com apoio da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros. Uma força-tarefa foi montada, e as buscas já aconteceram na casa da menina, em imóveis vizinhos, em açudes e nas matas da região. Foram usados cães farejadores, drones, helicóptero, mergulhadores dos bombeiros e até retroescavadeira para reduzir o volume de um açude.

O delegado Diógenes Fernandes, da delegacia de Solânea, que também acompanha o caso, disse que, por causa do tempo do desaparecimento, a hipótese de homicídio passou a ser considerada. No entanto, há também a possibilidade de um sequestro. O delegado também afirmou que a polícia considera a hipótese de que a menina tenha sido vítima de um crime cometido por alguém próximo.

Um vídeo que mostra uma criança entrando em uma casa, numa rua próxima de onde a menina desapareceu, também foi investigado pela polícia. Não se sabe ao certo se é Ana Sophia na imagem por causa da distância e da qualidade do vídeo. Mas a casa foi toda vistoriada há uma semana e nada foi encontrado. No local e na vizinhança moram outras crianças.

Portal Picuí Hoje com g1 PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário