MISTÉRIO: Em menos de 24 horas, dois médicos são encontrados mortos em Campina Grande - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

segunda-feira 08 2023

MISTÉRIO: Em menos de 24 horas, dois médicos são encontrados mortos em Campina Grande


A Polícia Civil da Paraíba (PC-PB) está investigando as circunstâncias das mortes de dois médicos em Campina Grande, na região do Agreste paraibano. Ambos foram encontrados desacordados em seus respectivos apartamentos, um no Centro e outro no Bairro do Catolé. Um deles era cirurgião e tinha 32 anos de idade, já o outro, recém formado, tinha 29.

Durante a tarde desse sábado (6), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) recebeu um chamado para atender um homem que foi encontrado caído. Tratava-se do médico cirurgião José Roberto de Souza Bezerra, de 32 anos. Quando a equipe de socorristas chegou ao local, o profissional já estava em óbito.

A perícia realizou os procedimentos necessários no local e em seguida o corpo foi conduzido ao Instituto de Polícia Científica (IPC) de Campina Grande. A causa da morte ainda está sendo investigada.

O médico era natural de Cajazeiras e atuava no Hospital de Trauma de Campina Grande. Em nota, o Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) lamentou o falecimento do profissional de saúde.

"Neste momento de tristeza, o CRM-PB presta solidariedade e condolências aos familiares e amigos", diz trecho de nota divulgada pela instituição.

Um caso similar horas depois

O outro caso é de um médico recém formado e ocorreu no Bairro Catolé. Diego Henrique Silva, de 29 anos, foi encontrado caído em seu apartamento. A morte foi confirmada por volta das 23h do sábado (6).

Segundo as primeiras informações levantadas pela PC, o rapaz teria inalado uma substância tóxica que danificou as vias aéreas e os pulmões. A polícia informou ainda que há marcas semelhantes a de queimaduras no corpo da vítima. Além disso, foi encontrada uma taça com vinho sobre a pia do banheiro, cômodo onde o rapaz foi encontrado.

A polícia busca saber se mais alguém esteve no apartamento do médico. Para isso, os investigadores ouviram funcionários e moradores do condomínio e estão analisando imagens de câmeras do circuito de monitoramento.

Diego Henrique havia se formado em 2020 e chegou a atuar na linha de frente contra a covid-19, segundo a família. Ele era natural do município de Santa Cruz do Capibaribe, no Estado de Pernambuco. O jovem chegou a prestar serviços recentemente no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), em Campina Grande.

Fotos: Reprodução.
Portal Picuí Hoje com Portal T5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário