Quem é a “Mulher da Casa Abandonada”? Veja imagens e entenda o novo viral da web! - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

Quem é a “Mulher da Casa Abandonada”? Veja imagens e entenda o novo viral da web!

Você já deve ter reparado que muita gente nas redes sociais tem falado sobre uma tal mulher que guarda muito segredos atrás de um imóvel caindo aos pedaços. A história foi contada no podcast “A Mulher da Casa Abandonada”, produzido por Chico Felitti. Nele, o jornalista desvenda um grande mistério paulistano: uma mansão destruída em um dos bairros mais caros da cidade.

A produção, feita em parceria com a Folha de S. Paulo, tenta desvendar, por meio dos episódios, a vida de uma mulher excêntrica que vive numa mansão abandonada em Higienópolis, São Paulo. No podcast, Chico Felitti chega a entrevistar alguns moradores da região, que conhecem a personagem mais de perto.

Além disso, ele conta alguns problemas vividos pelos vizinhos da tal “mulher da casa abandonada”, como proliferação de insetos, mau cheiro e até brigas com funcionários da prefeitura. O último, aliás, foi onde o jornalista conheceu a personagem: durante uma briga para impedir a poda de uma árvore do bairro.

A mulher misteriosa, que se apresentou inicialmente como Mari, mentiu sobre sua identidade. Ela, no caso, é Margarida Bonetti, de uma das famílias paulistas mais tradicionais. Nos anos 2000, ela foi procurada pelo FBI dos Estados Unidos.

Segundo a investigação, a mulher escravizou uma empregada durante duas décadas no país. Ao lado de seu marido, Renê Bonetti, a mulher chegou aos Estados Unidos na década de 70. Junto dela, eles levaram uma brasileira que trabalhou em condições análogas à escravidão.

De acordo com o jornalista, o marido da mulher foi preso no país. Enquanto isso, a mulher conseguiu escapar do FBI e veio fugida para o Brasil. Desde então, ela mora na mansão de Higienópolis, que antes era residência de sua mãe. Com o tempo, o imóvel se destruiu com o tempo, a ponto de não ter mais esgoto.

Mansão de Margarida Bonetti vira ponto de visitação

Desde que o primeiro episódio foi publicado, as pessoas se envolveram com a história contada. A situação, no entanto, saiu das redes sociais e foi para o mundo real. Antes disso, grupos, lives e contas foram criadas para comentar o assunto.

Além disso, as pessoas decidiram começar a visitar a mansão onde Margarida Bonetti vive em São Paulo. A intenção da maioria é acompanhar os passos da personagem. Segundo relatos publicados nas redes sociais, aliás, mais de 40 pessoas passaram pela casa no fim de semana. Alguns vizinhos, então, decidiram chamar a polícia.

Web cria memes com “A Mulher da Casa Abandonada”

A história do podcast fez o público se interessar e acompanhar com voracidade os novos episódios. Além disso, pelas redes sociais, o público se divertiu brincando com o interesse exagerado na temática. Confira algumas reações:

O podcast, produzido em parceria com a Folha de S. Paulo, tem novos episódios exibidos semanalmente, às quartas-feiras. O público pode ouvir a produção em todas as plataformas digitais de áudio.


Marcílio Araújo/Portal Picuí Hoje com Popline.