POLÍCIA INVESTIGA MORTE DE PRESO DENTRO DE CELA EM SAPÉ - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

segunda-feira, 30 de maio de 2016

POLÍCIA INVESTIGA MORTE DE PRESO DENTRO DE CELA EM SAPÉ


Um detento da Penitenciária Regional de Sapé, na Mata paraibana, morreu após passar mal dentro da cela na noite do sábado (28). De acordo com o delegado Fred Magalhães, existem suspeitas de que o homem seria o mandante do homicídio de duas adolescentes, que foram encontradas mortas a tiros na quarta-feira (24), e apesar da morte dele ter sido inicialmente registrada como sendo por causas naturais, a Polícia Civil não descarta a suspeita de homicídio.
O homem estava preso a um ano e seis meses na cadeia e respondia pelos crimes de assalto e tráfico de drogas. “Há fortes indícios de que ele seja o mandante do crime contra as adolescentes, mas estes indícios ainda serão todos investigados”, explicou o delegado.
De acordo com Magalhães, no sábado o detento recebeu a visita da mãe, que contou que ele havia se queixado de uma dor no peito. “No turno da noite, ele passou mal dentro da cela e os outros presos chamaram os agentes, que realizaram o socorro do homem”, contou o delegado.
De acordo com a Polícia Civil, o preso ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sapé, mas não resistiu e já chegou ao local sem vida. O corpo do homem foi levado para a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) de João Pessoa, para que uma perícia seja feita.
“Nós abrimos um inquérito para analisar a causa real da morte e só esta perícia pode dizer. Vamos também investigar as condições em que o homem estava no presídio, uma vez que a cela que deveria ter 18 presos tem pelo menos 45. Pedimos a lista com o nome destes presos para que possamos investigar todas as hipóteses para esta morte”, explicou Fred Magalhães.
O delegado explica que até este domingo (29) apenas a mãe do preso havia prestado depoimento, mas que a polícia vai ouvir outras pessoas, entre agentes penitenciários e outros detentos. O G1tentou entrar em contato com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e com a Gerência do Sistema Penitenciário da Paraíba (Gesipe) para saber sobre as condições da cela onde o preso estava, mas até as 11h deste domingo, as ligações não foram atendidas.
Fonte: G1 - Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário