LAVA JATO: ODEBRECHT TERIA CONSTRUÍDO ITAQUERÃO COMO PRESENTE PARA LULA - Portal Picuí Hoje - O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

domingo, 23 de outubro de 2016

LAVA JATO: ODEBRECHT TERIA CONSTRUÍDO ITAQUERÃO COMO PRESENTE PARA LULA

Domingo, 23 de outubro de 2016

O acordo de delação de Emílio Odebrecht, presidente do conselho de administração da empresa da família, traria a afirmação de que a Arena Corinthians, popularmente conhecida como Itaquerão, teria sido construída pela empreiteira como uma espécie de presente para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, torcedor do time, segundo versão publicada neste domingo pela Folha de S.Paulo. A delação do empresário ainda está na fase final de negociações e, portanto, não foi divulgado oficialmente. 
 
Para os investigadores da Lava Jato, Emílio era o principal interlocutor de Lula quanto às vantagens que seriam concedidas à empresa, mas sem nunca discutir questões financeiras. As cifras ficariam a cardo de encontros entre Marcelo Odebrecht e Antonio Palocci. 
 
A arena do Corinthians, na zona leste de São Paulo, foi construída pela Odebrecht entre 2011 a 2014 e sediou foi a abertura da Copa do Mundo. Custou R$ 1,2 bilhão, quase 50% acima da estimativa inicial do projeto, de R$ 820 milhões.
 
"O agrado, na versão de Emílio, foi uma retribuição à suposta ajuda de Lula ao grupo nos oito anos em que o petista comandou o país, de 2003 a 2010.
 
Sob governos do PT, de 2003 a 2015, o faturamento do grupo Odebrecht multiplicou-se por sete, de R$ 17,3 bilhões para R$ 132 bilhões, em valores nominais (a inflação do período foi de 102%).
 
Emílio é pai de Marcelo Odebrecht, preso desde junho de 2015 e condenado a 19 anos de prisão. Por pressão do patriarca, ele e cerca de 80 executivos do grupo decidiram buscar um acordo de delação premiada."


LULA DESQUALIFICA ACUSAÇÃO
 
"A Lava Jato não conseguiu apresentar qualquer prova sobre suas acusações contra Lula. Na ausência de provas, trabalha-se com especulações de delações. Se a delação já não serve para provar qualquer fato, a especulação de delação é um nada e não merece qualquer comentário", disse o advogado Cristiano Zanin Martins, que cuida da defesa do ex-presidente Lula, em nota.
 
A Odebrecht, o Corinthians e o deputado Andrés Sanchez não quiseram comentar o relato de que o estádio do time seria um presente para Lula pela suposta ajuda ao grupo.
 
 
 
 
Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário