Investigação aponta que Padre Egídio teria pelo menos 10 imóveis com recursos do Hospital Padre Zé - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

quinta-feira 05 2023

Investigação aponta que Padre Egídio teria pelo menos 10 imóveis com recursos do Hospital Padre Zé

Padre Egídio — Foto: Reprodução.
Uma investigação aponta que 10 imóveis estariam registrados em nome do Padre 
Egídio de Carvalho Neto, o principal investigado, por meio de desvios de recursos públicos do Hospital Padre Zé, em João Pessoa. A informação foi dada no programa Correio Manhã, da 98 FM.

A ação policial foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (5). Entre os endereços sob investigação, dois estão localizados em São Paulo. O foco da investigação é identificar possíveis desvios financeiros. As autoridades policiais afirmam que essas operações apontam para a atuação de uma organização criminosa envolvida em diversos delitos, incluindo lavagem de dinheiro, peculato e falsificação de registros públicos e privados.

Defesa Egídio se manifesta a respeito dos imóveis investigados

Em nota divulgada nas redes sociais, o advogado Sheyner Asfóra, representante da defesa de Padre Egídio, afirma que esta acompanhando in loco (em um dos endereços) as diligências que estão sendo realizados pelo Ministério Público e pela Polícia Civil na defesa dos interesses do investigado.

Relembre o caso:

Após denúncias feitas pelo Padre Egídio, ex-diretor do Hospital Padre Zé, a polícia começou a investigar um caso de furto de celulares da instituição. O principal suspeito é um ex-funcionário do hospital, Samuel Rodrigues, que era operador de tecnologia da informação.

O Padre Egídio de Carvalho renunciou a direção do Hospital Padre Zé, que fica sediado no bairro Tambiá, em João Pessoa. A decisão foi tomada no dia 18 de setembro e foi confirmada no dia 20 de setembro pelo Arquidiocese da Paraíba.

Uma força tarefa, formada por órgãos públicos da Paraíba para investigar desvios na unidade de saúde foi solicitada pela nova direção da instituição, na última terça-feira (3). Além da investigação a respeito dos furtos, a nova gestão confirmou que enfrenta problemas financeiros com diversas dívidas que afetam sua operação.

Portal Picuí Hoje com Portal Correio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário