Prefeita e vice de Bayeux são cassados por conduta vedada nas eleições de 2020 - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

quarta-feira 20 2023

Prefeita e vice de Bayeux são cassados por conduta vedada nas eleições de 2020

Prefeita Luciene Gomes — Foto: Reprodução.
A prefeita e o vice-prefeito de Bayeux, município localizado na região Metropolita de João Pessoa, Luciene Gomes (PDT) e Clecitoni Albuquerque (MDB), respectivamente, tiveram seus mandatos cassados pela Justiça Eleitoral nesta quarta-feira (20). A decisão do juiz Antônio Rudimacy Firmino de Sousa também decretou a inelegibilidade dos dois por oito anos, a contar da eleição de 2020, além de multa de R$ 10 mil.

Segundo o magistrado, houve abuso do poder político com viés econômico quando ela buscou a reeleição. As irregularidades teriam ocorrido na contratação de servidores e pagamento de gratificações no período vedado.

Na decisão, o juiz citou que a chapa teria distribuído cestas básicas e utilizado a pandemia da covid-19 para conceder gratificações à servidores às vésperas das eleições.

O processo surgiu após uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) movida pela coligação "A mudança que o povo quer”, representada por Thiago Bezerra Fonseca e Diego Cavalcanti da Silva. Eles alegam que a prefeita aumentou em 30% os gastos com pessoal no período vedado. O impacto das contratações no período teria sido de quase R$ 1 milhão.

O que diz a defesa

Os advogados da chapa alegam que as nomeações não tiveram finalidade eleitoreira. Os profissionais teriam sido contratados para ajudar no combate da pandemia de covid-19.

A prefeita e seu vice ainda podem recorrer da decisão.

Portal Picuí Hoje com Portal Correio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário