Delegada conta detalhes após depoimentos de testemunhas do assassinato dos tratoristas de Cubati - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

quarta-feira 19 2023

Delegada conta detalhes após depoimentos de testemunhas do assassinato dos tratoristas de Cubati


Duas testemunhas que sobreviveram ao bárbaro crime registrado na tarde dessa terça-feira (18) no município de Cubati, Seridó paraibano, 
foram ouvidas pela Polícia Civil (PC). Dois servidores públicos do município foram assassinados a tiros enquanto trabalhavam cortando terras na zona rural do município cubatiense. O crime chocou toda região.

De acordo com a delegada Seccional Dra. Mairam Moura, responsável pelas investigações do duplo homicídio, por volta das 14h30, três tratores cortavam terra na propriedade do agricultor conhecido como "Dija", no sítio Golpe D'água, sendo as máquinas dirigidas por Jodeildo João de Souza, de 55 anos, Francinaldo da Silva, conhecido popularmente como "Naldinho", de 37 anos, e Clenivaldo Queiroz do Nascimento, conhecido popularmente como "Cabeçudo", de 47 anos.

Quando menos esperavam, dois homens altos e que vestiam roupas escuras, apareceram e efetuaram o primeiro disparo em direção a Jodeildo. Logo em seguida, atiraram em Naldinho, enquanto Cabeçudo saiu correndo para dentro do mato, mas não foi atingido.

Ainda de acordo com a delegada, Juscelino, secretário de Agricultura do Município, contou que estava no local e ouviu uns três tiros, mas ninguém efetuou disparos em sua direção.

A delegada revelou que há testemunhas dos fatos, que também estão sendo ouvidas. Com relação a possível motivação dos homicídios, a Dra. Mairam disse que a equipe policial está juntando informações e adiantou que há uma informação de que o alvo seria apenas uma das vítimas, portanto, tendo uma linha de atuação para elucidação do crime, mas que no momento, para não atrapalhar as investigações, prefere mantê-la em segredo.

Em nota de pesar divulgada nas redes sociais, a Prefeitura de Cubati ofereceu condolências aos amigos e familiares das vítimas. “Toda e qualquer palavra que possamos oferecer, ecoará como um vazio sem sentido diante dessa perda irreparável”, diz trecho.

Portal Picuí Hoje com Helenolima.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário