Casal de pastores é preso por torturar mulher até a morte e esconder corpo - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

test banner ______________________________________________________________test banner

Casal de pastores é preso por torturar mulher até a morte e esconder corpo

Foi preso em Araçatuba, no interior do Estado de São Paulo, um casal de pastores suspeitos de espancar uma mulher até a morte em Sergipe.

De acordo com as investigações, eles também teriam queimado o corpo da vítima e escondido num canavial. Um dos filhos dos dois também foi detido.

O nome da vítima é Edjane de Jesus Silva, 35 anos, e o caso aconteceu em 3 de julho de 2020, no Conjunto Marivan, bairro Santa Maria, em Aracaju (SE).

Os pastores, de 43 e 44 anos, naturais de Alagoas, foram capturados na madrugada da última quinta-feira (24), por policiais militares. Segundo investigações da polícia de Sergipe, a família liderava uma igreja evangélica.

As informações da polícia dão conta de que a vítima era uma pessoa simples, que foi acolhida pela família dos religiosos, porém vivia em situação análoga à escravidão. Ela era forçada a trabalhar à força, e teria sido torturada até a morte.

Conforme a polícia, depois de matar Edjane, o casal transportou o corpo da vítima no automóvel do pastor, durante a madrugada, para o interior de Alagoas, onde teria sido queimado e enterrado em um canavial.

As investigações apontam que um dos dois filhos dos pastores participou da incineração e ocultação do corpo da vítima. O inquérito ainda tenta confirmar se o casal, junto com os filhos, explorou outros fiéis.

Marcílio Araújo/Portal Picuí Hoje com informações do Fuxico Gospel.