Bebês que perderam mães para Covid-19 têm "hora do colinho" com profissionais de saúde na PB - Portal Picuí Hoje

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

test banner ______________________________________________________________test banner

01/07/2021

Bebês que perderam mães para Covid-19 têm "hora do colinho" com profissionais de saúde na PB

Marcílio Araújo - Portal Picuí Hoje com informações do G1 PB
Bebês que perderam mães para Covid-19 têm 'hora do colinho' com profissionais de saúde na PB — Foto: Divulgação/Secom-PB

Bebês recém-nascidos que perderam as mães para a Covid-19 estão recebendo uma atenção especial por meio do Projeto "Hora do Colinho", na Maternidade Frei Damião, em João Pessoa. A iniciativa objetiva auxiliar na recuperação dos pequenos, em momentos de acolhimento onde os profissionais de saúde os acalentam.

Acompanhe também o Portal Picuí Hoje no FacebookInstagram e no Youtube

Segundo os profissionais envolvidos, vários estudos científicos mostram benefícios do contato físico entre mães e recém-nascidos nos primeiros meses de vida.

O contato do colo expande a caixa torácica do bebê, auxiliando o funcionamento do intestino e estômago e fazendo com que a criança tenha mais facilidade para se relacionar com outras pessoas.

Dessa forma, o colo das enfermeiras pode ser uma terapia para os bebês, que sofrem com a ausência de familiares e em especial das mães, que faleceram em decorrência da Covid-19.

"Por estarem em um ambiente hospitalar, muitas vezes ele se sentem sozinhos, por impossibilidades de os pais os acompanharem em tempo integral ou receberem visitas, devido à pandemia, ou por terem sido abandonadas. A demonstração de afeto através do colinho terapêutico ameniza o estresse e facilita a recuperação”, explica a enfermeira Mariluce Ribeiro de Sá.

O método também ajuda na socialização dos pequenos, que passam a se acostumar com contato físico. E tudo é feito com bastante cuidado, com os profissionais de saúde paramentados para prevenir contágios pelo coronavírus.

Além disso, o projeto também foi pensado como uma oportunidade para tornar o ambiente hospitalar menos tenso, um desafio ainda maior durante a pandemia.

“Temos que implementar ações e serviços que visem melhorar e alegrar esse ambiente para que as pessoas se sintam mais motivadas a desenvolver as suas atividades profissionais”, comentou Selda Gomes, diretora geral da Maternidade Frei Damião.
Bebê na 'hora do colinho' na Maternidade Frei Damião, em João Pessoa — Foto: Divulgação/Secom-PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário