CIENTISTA POLÍTICO ELENCA MOTIVOS DO ALTO ÍNCICE DE VOTOS BRANCOS E NULOS NESTAS ELEIÇÕES A PB - Portal Picuí Hoje-O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

CIENTISTA POLÍTICO ELENCA MOTIVOS DO ALTO ÍNCICE DE VOTOS BRANCOS E NULOS NESTAS ELEIÇÕES A PB

Segunda-feira, 07 de novembro de 2016

Três indicadores são frequentemente citados como termômetro para medir o desencanto dos eleitores com a política no Brasil. São eles: Votos brancos e nulos e Títulos de eleitores jovens. Somados, tais dados podem indicar desinteresse pela eleição ou rechaço às opções disponíveis. Para o professor e cientista político, Fábio Machado, o eleitor paraibano percebeu a atmosfera viciada da classe política e transformou isso em protesto não participando do processo eleitoral.

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que o número de eleitores que não compareceram às urnas no 1º turno, somado aos votos brancos e nulos, foi de mais de 25 milhões de pessoas (17,58% do eleitorado). No 2º turno, foram mais de foi de aproximadamente 10,7 milhões de pessoas.

Na Paraíba esse número chegou a 354.886, o que corresponde a 12,28% do eleitorado de 2.889.721. “Infelizmente a cultura no País é permeada pela corrupção e vem desestimulando a população ao longo dos anos. Os brasileiros não aguentam mais pagar tantos impostos e ver que o dinheiro não reverte em saúde e educação. Verte apenas em desvios para contas no exterior”, destacou Fábio Machado.


De acordo com o professor, o desenho institucional brasileiro também favorece a corrupção e isso acaba decepcionando os brasileiros que estão cada vez mais protestando não indo votar ou votando branco ou nulo. “É preciso uma reforma profunda de vergonha para que essa realidade mude. O Congresso tem que modificar o sistema de votação no Brasil”, afirmou. Fábio Machado acredita que a democracia não combina com o voto obrigatório e defende a faculdade nas eleições brasileiras. “Se você é livre, não pode ser coagido a votar. Isso é paradoxo. O exercício da cidadania é livre”, ponderou.


Dados da Justiça Eleitoral mostram que a soma do número de votos brancos e nulos cresceu 37,8% em João Pessoa em comparação às de primeiro turno em 2012. Apesar do crescimento dos votos inválidos, o número de abstenções na capital paraibana caiu entre as duas eleições municipais. Mas se somados aos números de brancos e nulos, o percentual aumenta. Conforme o TSE, o número chega a 115.849 eleitores que deixaram de votar em algum candidato. O número de ‘não votos’ também foi elevado em dois grandes colégios eleitorais. Em Campina Grande foram 26.188 abstenções, sendo 6.107 brancos e 20.538 nulos. Já em Patos, registrou-se uma abstenção de 5.328, com 1.198 brancos e 2.844 nulos.

PB Agora

Nosso colaborador

Nosso colaborador
Leia mais notícias no Portal Picuí Hoje, siga nossas páginas no Facebook, Twitter e Instagram. Não esqueça de ver nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Picuí Hoje através do Whatsapp (83) 9 9831-7020.