Com cidade em situação de emergência, prefeito do PT de Picuí gasta R$ 90 mil com bandas - Portal Picuí Hoje - O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

quinta-feira, 16 de março de 2017

Com cidade em situação de emergência, prefeito do PT de Picuí gasta R$ 90 mil com bandas

Quinta-Feira, 16 de Março de 2017 

 Mesmo com a cidade em situação de emergência, o prefeito de Picuí, Seridó paraibano, Olivânio Remígio (PT), gastou R$ 90 mil com atrações musicais para a festa de emancipação política do município. A uma das atrações foi pago um cachê de R$ 40 mil. O caso será levado ao conhecimento do Ministério Público.

 Incluída, no final do ano passado, no Decreto Estadual nº 36.951, de 05 de outubro de 2016, a cidade de Picuí está entre os 196 municípios paraibanos em situação de emergência por causa da escassez de água. O decreto, que tem duração de 180 dias, também foi publicado no Diário Oficial da União pelo Ministério da Integração Nacional, através da Portaria nº 193, de 09 de novembro de 2016.

 Apesar da situação, onde só a chegada das chuvas pode aliviar o sofrimento por água em cidades como Picuí, a qual sofre com a seca dos seus principais mananciais e a falta de agilidade da Gestão Municipal em atender a grande demanda da zona rural, a prefeitura pagou R$ 90 mil por três atrações musicais para comemorar os seus 113 anos de emancipação política.

 No último domingo (12), em um programa de rádio, vereadores da bancada de oposição ao prefeito repudiaram a forma como foram gastos os recursos do município. “Você não pode fazer isso com o dinheiro público. Você não pode contratar, por exemplo, uma banda como Pedrinho Pegação por R$ 40 mil em um meio de semana. Enquanto isso, a gente tá vendo o nosso agricultor sofrendo na zona rural”, declarou o vereador Ataíde Xavier (PSD).

 A vereadora Ednalva Dantas (PSD) lamentou o gasto com as atrações enquanto as ambulâncias do SAMU estão paradas por falta de manutenção. “É inadmissível que se gaste R$ 90 mil com bandas onde as ambulâncias ainda não foram concertadas sob a justificativa de que a gestão passada as deixou sucateadas. Essa gestão está entrando para 90 dias e ainda não deu para concertar as ambulâncias?”, questionou.

 As atrações musicais da festa de emancipação política de Picuí se apresentaram entre os dias 08 e 09 de março. De acordo com o vereador Ataíde Xavier, a prefeitura pagou R$ 40 mil pela apresentação da banda de forró Pedrinho Pegação, R$ 35 mil pelo show do cantor evangélico Samuel Mariano e R$ 15 mil para a banda Forró da Resenha. O parlamentar declarou que apresentará a denúncia ao Ministério Público para que apure os gastos diante da situação de emergência que vive o município.

Com Politicando PB.