SECRETARIA DE SAÚDE EXPLICA COMO SE PREVENIR DA H1N1 - Portal Picuí Hoje - O seu portal de notícias

O PORTAL DE NOTÍCIAS DE PICUÍ E REGIÃO

quinta-feira, 31 de março de 2016

SECRETARIA DE SAÚDE EXPLICA COMO SE PREVENIR DA H1N1

Quinta-feira, 31 de março de 2016
Com o surgimento de novos casos de pacientes com o vírus da gripe H1N1 na Paraíba, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recomenda alguns comportamentos que as pessoas devem ter para não serem contaminadas. Os principais são não compartilhar objetos de uso pessoal e manter as mãos sempre higienizadas, com a aplicação de álcool gel ou lavagem com água e sabão. Uma campanha nacional de vacinação será realizada entre os dias 30 de abril e 20 de maio.
Além da vacinação, há formas simples de se prevenir contra a gripe e outras doenças respiratórias. “Deixar os ambientes arejados, com bom fluxo de ar, também evita a circulação do vírus. Ao espirrar, pessoas com sintomas da gripe devem proteger a boca com um lenço para diminuir os riscos de contaminação do ambiente”, explicou a médica Anne Diniz, que trabalha na Unidade de Pronto Atendimento Célio Pires de Sá, a UPA do Valentina Figueiredo.
A médica recomenda também que todas as pessoas que apresentarem febre, associada à tosse, dor no corpo, dor de cabeça ou dor de garganta, devem procurar imediatamente uma unidade básica de saúde. “Se diagnosticada como caso suspeito de gripe, o tratamento é feito a base de medicamento, com dosagem específica para crianças e adultos”, explica Anne Diniz.
Há ainda sintomas de gravidade como falta de ar ou dificuldade para respirar. Nesses casos, a internação deve ser feita de imediato. “A pessoa infectada pode transmitir a doença em até sete dias a partir do início dos sintomas. Crianças e idosos devem ter uma atenção redobradas, pois a imunidade ainda é muito baixa. Evitar contato com pessoas com tosse ou espirro, pois a doença é transmitida por contato respiratório, através das particulares do vírus que fica no ar”, alerta a médica.
Recomendações preventivas:
Higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel a 71%, retirando-se os acessórios (anéis, pulseiras, relógio);
Evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira; seque mãos e punhos com papel-toalha descartável; no caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha para fechá-la;
Use lenço descartável para higiene nasal; cubra nariz e boca ao espirrar ou tossir;
Evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
Higienize (lavar) as mãos após tossir ou espirrar;
Evite aglomerações;

Uma alimentação balanceada, rica em vitamina C, fortalece o organismo e ajuda a criar mais resistência contra qualquer doença;
Não divida objetos de uso pessoal, como toalhas de banho, talheres e copos;
Evite uso de bebedouros públicos;
Evite tocar superfícies do tipo maçanetas, interruptores de luz, chave, caneta, torneira, entre outros;
Descarte luvas ou outros equipamentos de proteção individual contaminados ou tocados por mãos contaminadas;
Não circule dentro de hospital usando os equipamentos de proteção individual, que devem ser imediatamente removidos e descartados após a saída do quarto, enfermaria ou área de isolamento.
 

Fonte: WSCOM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário